#VILA REAL - II CURSO DE “CUIDADOS DE SAÚDE EM CÃES DE MATILHA" foi um êxito!

Decorreu no sábado dia 12 de Maio nas instalações do Hospital Veterinário da UTAD a 2ª edição do curso de “Cuidados de Saúde em Cães de Matilha de Caça Maior”, concretizado no âmbito do Protocolo vigente entre o CPM e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), com particular intervenção dos seus Departamentos de Veterinária e Biologia.

Esta acção realizou-se em parceria com a APMCM – Associação Portuguesa de Matilhas de Caça Maior, na sequência da activa colaboração conjunta entre ambas as instituições.

O número de inscrições havia sido limitado a 15 para que a temática do curso pudesse proporcionar uma boa e útil formação. No final do curso, foi distribuído a todos os participantes um curto mas bastante completo questionário para avalição sintética, cujas respostas foram concordantes na atribuição de pontuações máximas, excepto num único aspecto – a curta duração…

É óbvio que num único dia, e apesar da clareza, simplicidade e riqueza das comunicações, não se pode aprofundar à exaustão a temática do curso de “Cuidados de Saúde em Cães de Matilha de Caça Maior” abordando aspectos relacionados com a anatomia do cão, os diferentes tipos de acidentes mais comuns ocorridos em actos de montaria, os cuidados de saúde a observar com os cães, a análise científica e a importância dos componentes da nutrição e alimentação dos cães ao longo dos diferentes períodos da época venatória, a actuação em situações de emergência e primeiros socorros e material cirúrgico fundamental e indispensável nestas situações.

Numa descrição muito breve das interessantes e valiosas intervenções, todas procurando uma linguagem simples e acessível, o Prof. Carlos Venâncio deu uma panorâmica dos diferentes órgãos e sistemas dos cães, e a interligação e influência que no seu funcionamento têm entre si; o Dr. José Maria Brito Paes, monteiro e matilheiro, focou os acidentes mais correntes nas montarias e as suas consequências práticas; a Profª. Ana Luísa Lourenço (que havia também participado na 1ª edição em Évora) discorreu sobre os componentes dos alimentos para cães, seus diferentes efeitos e influência no comportamento, e a consequente necessidade de doseamento e utilização das variadas composições químicas dos alimentos nas diferentes fases de actividade ou repouso dos cães ao longo da época; o Prof. Nuno Algeria, focou os tipos de doenças mais usuais, bem como as diferentes modalidades de vacinas, modos e tempos de aplicação e de actuação e seus efeitos, e os cuidados mais importantes a observar na prevenção e propagação das doenças caninas; as comunicações do Prof. Filipe Silva e Dr. Luís Sousa tiveram um cariz mais prático, com excelentes indicações e explicações sobre modos de actuar em situações de emergência, quer durante quer após a montaria, nomeadamente perante situações de envenenamento, ferimentos por tiro, ataques de navalheiros e fracturas dos cães, além da preciosa indicação da composição do kit de socorros, e utilização e efeitos de diferentes medicamentos.

Como mais antiga e importante organização nacional da Caça Maior, é objectivo do Clube Português de Monteiros a melhoria da formação e do conhecimento técnico e científico por parte dos matilheiros, para poderem exercer melhor a sua actividade de paixão e ao mesmo tempo proporcionarem mais e melhor bem-estar e melhorarem o estado sanitário e a qualidade de vida dos cães – a razão e a paixão da existência das matilhas e dos matilheiros.

Das análises dos participantes nestes dois primeiros Cursos (o primeiro realizado no mês passado em 25 de Abril em Évora - predominantemente destinado aos matilheiros do Centro e Sul do País – o segundo agora em Vila Real, mais dirigido aos do Norte), serão retirados os ensinamentos e as conclusões para aperfeiçoamento de futuras edições.

Conjugou-se com êxito neste Curso a representação dos monteiros e dos matilheiros e a presença de uma entidade científica de relevo (UTAD), aliando o conhecimento prático dos caçadores intervenientes na montaria ao conhecimento teórico e científico – casamento que só beneficia o bem-estar animal, preocupação profunda do sector da Caça, aliás o único capaz e interessado em o concretizar de modo efectivo.

Deixe o seu comentário

Comentários

  • Sem comentários ativos!