"Peste Suína Africana: Perto ou Longe?"

Este colóquio (veja programa no cartaz abaixo) durará aproximadamente 1 hora e 15 minutos, e terá duas intervenções introdutórias de 15-20 minutos cada. Os interessados em participar em cada webinar poderão inscrever-se para o email webinars-cpm@clubemonteiros.com indicando nome completo e email, sendo as inscrições posteriormente confirmadas para o email dos interessados com a indicação do link de acesso a esse webinar.

"Cercões de Caça Maior: Opção Consistente?"

Este colóquio (veja programa no cartaz abaixo) durará aproximadamente 1 hora e 15 minutos, e terá duas intervenções introdutórias de 15-20 minutos cada. Os interessados em participar em cada webinar poderão inscrever-se para o email webinars-cpm@clubemonteiros.com indicando nome completo e email, sendo as inscrições posteriormente confirmadas para o email dos interessados com a indicação do link de acesso a esse webinar.

"O recurso à correcção de densidades: Falha ou Necessidade?"

Este colóquio (veja programa no cartaz abaixo) durará aproximadamente 1 hora e 15 minutos, e terá duas intervenções introdutórias de 15-20 minutos cada. Os interessados em participar em cada webinar poderão inscrever-se para o email webinars-cpm@clubemonteiros.com indicando nome completo e email, sendo as inscrições posteriormente confirmadas para o email dos interessados com a indicação do link de acesso a esse webinar.

O Clube Português De Monteiros E O Edital ICNF Nº 1/2021

1 - No ano passado, o CPM discordou frontalmente do Edital nº 1/2020 do ICNF, que trazia como novidade a aberração cinegética da “montaria de Verão” (explicámos porquê sem sermos desmentidos), a coberto da figura da “correcção de densidades” invocada para a verdadeira (e legítima) finalidade: prevenir ou minimizar os prejuízos a causar ou causados pelos javalis.

A pandemia não nos deixa caçar, o Governo pede-nos para colaborar

Caro associado,

1 - Os caçadores sentiram intensamente as consequências da pandemia de Covid-19 nestes malfadados anos de 2020 e 2021. Sobretudo nos momentos de emergência nacional como o actual em que, não estando teoricamente em causa o exercício da Caça em si mesmo (nalguns casos individual e sem riscos de maior, como o da caça aos tordos), se lhe sobrepõe sem hesitações a responsabilidade social de evitarmos deslocações pelo país que não sejam verdadeiramente essenciais (dentro ou fora dos nossos Concelhos de residência) para invertermos a curva das infecções, aliviarmos a catastrófica pressão sobre hospitais e profissionais de saúde, e pormos rapidamente fim ao pesadelo da morte de tantos portugueses.