#Foco de Febre Aftosa em Marrocos - Medidas preventivas

Fonte: DGAV 

Exmos. Senhores

As autoridades veterinárias de Marrocos notificaram a 10 de janeiro de 2019 um foco de febre aftosa (FA) numa exploração situada em Béni Mellal-Khénifra, através da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). De acordo com esta notificação foram detetados 9 bovinos com sinais clínicos de FA num total de 81 bovinos e 55 ovinos. A FA foi confirmada a 7.01.2019, contudo desconhece-se nesta data o serotipo do vírus da FA. Foram adotadas as seguintes medidas de emergência: a occisão na exploração afetada de todos os animais suscetíveis ao vírus, restrições à movimentação, vigilância na zona de proteção em redor do foco e vacinação das explorações em resposta ao foco.

#E os laureados com o prémio D. JOÃO I de 2018 são...

Faltando apenas um mês para o Jantar anual do nosso Clube - esperamos que já tenha reservado a data na sua agenda - vimos hoje falar-lhe do Prémio D. JOÃO I - VENATIONIS MERITO HONOR, atribuído como sabe a pessoas ou instituições cujo trabalho contribui para defender e valorizar uma Caça ética, social, cultural, económica e ambientalmente sustentável, o qual será entregue a par dos restantes no decurso do nosso Jantar de Gala.

#CPM recebe visita da Escola Profissional ALSUD (Mértola) e alunos do Curso Técnico de Gestão Cinegética

Fiel à sua política de aproximação ao sector da Juventude, no passado dia 5 de Junho o Clube Português de Monteiros (CPM) recebeu na sua Sede a visita dos alunos do curso de gestão cinegética da Escola Profissional ALSUD, de Mértola, que vinham acompanhados por Teresa Santos, responsável pedagógica da Escola, OET Técnica Gestão Cinegética e Técnica de Apoio à Gestão Desportiva, e por João Grosso, formador da componente técnica do curso de Gestão Cinegética, e Orientador de FCT do curso de gestão cinegética, 1º e 2º anos.

#Hungria e Peste Suína Africana

As autoridades da Hungria notificaram no dia 17.05.2018, através do sistema de notificação de doenças da União Europeia (ADNS) um caso de Peste Suína Africana (PSA) num javali encontrado morto, no município de Szabolcs-Sztmár-Bereg, Nyíregyháza, a acerca de 1 Km da fronteira com a Ucrânia, numa zona considerada livre, localizada longe da zona infectada implementada em Heyes ao abrigo da diretiva 2002/60/EC.