Curso de Exame Inicial de Caça Maior - Contenda

Dando continuidade ao Protocolo estabelecido em Fevereiro de 2018 entre o Clube Português de Monteiros (CPM) e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) realizou-se nos passados dias 13 e 14 de Julho mais um Curso de " Exame Inicial de Caça Maior Abatida em Zona de Caça ", desta vez nas instalações da Herdade da Contenda, situada na freguesia de Santo Aleixo da Restauração, concelho de Moura, com o apoio do município.

O curso é certificado pela Direção Geral Alimentação e Veterinária (DGAV) e tem duas componentes, uma teórica com 11h e uma prática com 5 h. O curso possibilita o acesso directo a peças de caça maior e os formandos são sujeitos a um processo de avaliação continua. Somente com aproveitamento nas duas componentes do curso os participantes estarão habilitados a realizar o exame inicial nos devidos locais de caça com legitimidade e legalidade.

No primeiro dia, o Administrador-executivo da Herdade da Contenda Dr. João Cordovil abriu os trabalhos dando as boas vindas aos presentes, incluindo alguns apontamentos sobre a própria Herdade. O presidente do CPM Dr. Artur Torres Pereira procedeu ao enquadramento actual da atividade cinegética em Portugal e a importância do exame inicial. O Professor Carlos Venâncio (UTAD) descreveu as bases anatómicas fundamentais no exame inicial, o Professor Vítor Pinheiro (UTAD) abordou os conceitos básicos da fisiologia animal e a Professora Aurora Monzón (UTAD) terminou a sessão da manhã analisou as bases ecológicas e de comportamento animal.

Depois de uma breve pausa para almoço, os trabalhos recomeçaram com a intervenção do Professor Carlos Venâncio, que deu conta da importância dos efeitos da contaminação ambiental na saúde animal e humana. A Professora Madalena Vieira Pinto (UTAD) descreveu com enorme rigor as principais doenças em caça maior, realçou a importância do exame inicial em caça maior, e destacou as regras de higiene e as técnicas adequadas para o tratamento, transporte e evisceração das respectivas peças.

No segundo dia a formação, de índole eminentemente prática, esteve a cargo dos Professores Madalena Vieira Pinto e Carlos Venâncio, que procederam à dissecção de peças de caça (javalis e cervídeos) permitindo aos formandos aplicar os conhecimentos teóricos adquiridos e identificar macroscopicamente lesões em órgãos e carcaças. Logo após, a Dra. Susana Santos da DGAV falou sobre a importância do conhecimento da legislação e as disposições administrativas relacionadas com o exame inicial em peças de Caça Maior.

O curso decorreu num ambiente extraordinário e o interesse dos formandos ficou amplamente demonstrado pelas várias interpelações efectuadas durante todo o seu decurso.

A importância destes Cursos reforça a convicção de que o caminho que está a ser traçado é fundamental para que o sector da caça adquira os conhecimentos essenciais ao seu crescimento e reconhecimento. O futuro a isso obriga.

 

VER FOTOS AQUI

Deixe o seu comentário

Comentários

  • Sem comentários ativos!